top of page
Buscar

IA ‘cria’ ranking com 100 CEOs transformadores do Brasil

A lista, divulgada pela empresa de consultoria HORSE, foi encabeçada pela empresária Luiza Helena Trajano, do Magalu



Um ranking elaborado apenas com Inteligência artificial (IA) listou 100 CEOs brasileiros de grande impacto no país. A lista, divulgada pela empresa de consultoria HORSE, foi encabeçada pela empresária Luiza Helena Trajano, do Magalu. Tarciana Medeiros, do Banco Do Brasil (2ºlugar), Milton Maluhy Filho (3º lugar), do Itaú Unibanco, Roberto Sallouti (4º lugar), do BTG, e Cristina Junqueira (5º lugar), do Nubank, completam o pódio. Companhias de tecnologia, laboratórios e bancos/fintechs possuem o maior número de líderes entre os 100.


Três mulheres aparecerem no top 5 e 26 estão na lista dos 100 executivos mais inovadores. A consultoria reforça, diante do resultado, que ‘há um longo caminho a percorrer em termos de igualdade e equidade nos cargos hierárquicos das empresas’.


O ‘CEOs Change Makers Brasil’, feito com Big Data, considerou temas como inovação, sustentabilidade e meio ambiente, diversidade e inclusão, talento e conciliação entre vida pessoal e profissional tanto na mídia quanto nas redes sociais. Segundo a Horse, é o único ranking que reconhece executivos que estão promovendo um impacto positivo para além do seu negócio através de um forte compromisso com a agenda de mudança socioeconômica.


A pesquisa mostra ainda que o novo modelo de liderança exige que os CEOs sejam mais humanos, empáticos e participativos com os problemas que afetam diariamente os cidadãos e preocupam as novas gerações. A influência precisa ser na busca de um bem comum. Para a análise foram considerados fatores como: o trabalho público dos principais executivos do país que promovem ativamente o diálogo sobre os principais temas globais e geram impacto positivo na sociedade.


“Em todos os casos analisados, sejam eles fundadores ou executivos, o denominador comum desses 100 líderes é a quebra dos paradigmas clássicos de comunicação: não é mais uma opção inteligente para um CEO falar apenas quando há um interesse voltado para o próprio negócio, mas o novo modelo de liderança exige que eles falem ativamente sobre os problemas que fazem uma sociedade melhor”, afirmam Cristian Marchiaro e Juan Pablo Daniello, fundadores da HORSE.

Nos últimos 12 meses, foram processados mais de 50 milhões de artigos jornalísticos dos 23 principais portais de notícias do Brasil. Ao mesmo tempo, foram avaliadas mais de 1.1 milhão de conversas no Twitter e LinkedIn.







440 visualizaciones0 comentarios

Entradas Recientes

Ver todo

The Ride

コメント


bottom of page